# Vídeo 8 – E Se… O Cliente Faltar À Sessão…

0 Partilhas

Nos próximos 4 vídeos venho falar-te de 4 questões que muitas vezes escapam na antecipação de qualquer Coach numa fase inicial e que depois se manifesta irrecuperável de ajustar numa fase posterior. Nomeadamente hoje venho falar-te da forma como podes actuar no caso do teu cliente faltar a uma sessão ou até se é habitual ele ter esse comportamento.

Há essencialmente 3 coisas que podem fazer um cliente não comparecer a uma sessão:

1- Algum motivo realmente prioritário e urgente o impediu de comparecer.

2- Está com receio da sessão. Por vezes acontece que o Coachee está num momento chave da sua transformação e receia confrontar-se com ela.

3 – O cliente está pouco ligado ao processo de transformação e por isso procura afastar-se da
processo faltando e não valorizando o que a sessão lhe possa trazer em contraste, preferindo
dedicar o seu tempo a outra actividade.

A primeira coisa a avaliar é a recorrência desta falha. A segunda e não menos importante é compreender os seus motivos. No caso da primeira motivação não há muito a fazer se não compreender.

No segundo caso é importante discutires abertamente com o Coachee e no terceiro é “libertares-te” desse cliente e seguir com a tua Vida. Não podes ter como missão de Vida transformar a Vida de pessoas que não desejam isso para si mesmo.

Eu próprio já passei por dilemas desses e acabei com grande parte quando defini para os meus programas de Coaching, para evitar cair nessa “armadilha”, algumas regras essenciais.

Uma delas foi criar uma regra que rege todos os meus programas de Coaching que é, sessão não comparecida é sessão devida. Ou seja, quem não desmarca a sua sessão com menos de 48 horas a sessão é como se fosse realizada e por isso o cliente deverá pagá-la.

O motivo é evidente. Sempre que não agendas uma sessão para estar com outra pessoa, caso essa pessoa falte deixas-te de dar uma outra sessão e isso representava uma perda efectiva da tua parte. o meu caso, de que forma isso veio pode alterar o cenário?

No motivo número 1 – Aceito quando se verifica as contingências inesperadas da Vida. Ainda assim não deixo de receber o valor da sessão.

No motivo número 2 – Confronto o cliente com o que está a impedir de vir a sessão e que compreenda que é lá que iremos lidar com o que quer que esteja a afastar de transformar. Regra geral ele acaba por ir.

No motivo número 3 – O cobrar da sessão vem acompanhado com um alerta e com o convite de parar o processo de Coaching. Justificando a falta de compromisso, caso o cliente concorde, devolvo qualquer valor cobrado até então, uma vez que o que me move é a transformação.

O mais importante de tudo é que possas ser de tal forma esclarecedor na sessão de apresentação que o cliente compreenda os reais compromissos que está a assumir quando aceita fazer coaching contigo.

Por isso a todos os alunos que passam pela nossa escola alerto: Não deixem que apenas os clientes vos escolham, escolhe também com quem queres trabalhar.

cover-8-vd

Quer ter em primeira mão acesso aos nossos documentos, vídeos e oportunidades? 

Registe-se acedendo AQUI e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre Coaching e Eneagrama.