Eu também já desisti!

Porque é que as pessoas são descrentes relativamente ao Coaching?

Sim, confesso que a minha realidade também tem histórias de desistências.

Todos nós temos.

Umas mais profundas, outras mais suaves. Eu também já passei por processos penosos na minha vida e senti dificuldades.

Alguns tiveram mesmo o desfecho da desistência

Mas os que são verdadeiramente importantes, esses são para definir com clareza, traçar objectivos e fazer o percurso que conduz à vitória.

Nós, os coaches, temos a missão de ajudar a fazer isso acontecer. Pegar no cliente no ponto A, o estado actual, conduzi-lo à definição do estado desejado e acompanhá-lo neste processo. Este é o processo ideal… mas existem clientes que também desistem do processo de coaching.

Porque é que isso acontece?

Existem várias situações que podem conduzir à desistência de um processo de coaching:

Eu também já desisti.
Eu também já desisti.

A descrença

O teu cliente pode, simplesmente, estar a passar por uma fase de descrença.

Esta pode ter vários motivos e cabe a ti, como coach, ajudar o coachee a identifica-la e a tomar a decisão mais apropriada para o momento.

Quando a descrença tem a ver com a falta de autoconfiança, talvez esteja na hora de entender o que está a sabotar a caminhada…

Se a falte de é no processo de coaching, bom, aí és tu que tens que reflectir.

Precisas de avaliar o teu trabalho a cada sessão, como qualquer coach o faz. De certeza que vais descobrir pontos para melhorares ainda mais e ajudar o teu cliente.

Para entender um pouco mais sobre como motivar o teu cliente, clique AQUI e assista o vídeo que fiz exclusivamente sobre o assunto.

Uma coisa é certa: a profissão de coach tem que ser valorizada por todos nós, coachs, para que a cada dia crie um estatuto maior na sociedade e seja vista como uma profissão transformadora.

Temos que ser cada vez melhores e mais profissionais para que possamos todos evoluir.

Desconfiança no coaching

Esta desconfiança no coaching também pode assumir duas perspectivas diferentes:

A mais preocupante é se o coachee teve uma experiência ou ouviu histórias de coaches que estão a fazer mal o seu trabalho.

Isso pode conduzir a uma desvalorização do teu e do meu trabalho.

Outra situação é que pode, simplesmente, ainda não ter chegado o momento do coachee fazer o seu processo e essa é a forma como se está a manifestar.

Tens que estar atento aos sinais e entender o que realmente se está a passar para poderes contornar a situação. Algumas vezes podes ter que deixar a pessoa tranquilamente seguir por outro caminho, outras vezes é da tua responsabilidade conduzir a pessoa a descobrir o que está a sabotar o seu percurso.

É um caminho que precisas descobrir na hora. Terás que avaliar bem e perceber a melhor forma de conduzir todo o processo.

A prática leva a que cada vez mais consigas identificar os clientes que estão em risco de desistir e saber o porquê.

É por isso que uma formação contínua é fundamental na nossa profissão. Podes adquirir cada vez mais competências e ferramentas para usar em situações específicas.

Sabes que podes contar sempre comigo.

Caso ainda não estejas inscrito, inscreve-te para o nosso Workshop  “Como Conquistar a Tua Liberdade Financeira como Coach em 12 Semanas!”  100% ONLINE e 100% GRATUITO!

👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼

http://bit.ly/2DMHpDI

Grande Abraço,

Eduardo Torgal.