Qual a melhor idade para ser Coach?

 

Será que existe uma idade ideal para ser Coach? Será que sou novo demais, velho demais? Será que isso importa?

O QUE É PRECISO PARA SER COACH?

Muitas pessoas perguntam… “Qual a idade certa para se ser coach?” A minha resposta na maioria das vezes é depende. Isso mesmo, “DEPENDE”!

Mais importante que a idade ou a formação académica, para se ser coach é preciso primeiro saber onde se quer atuar, quem serão os Coachees que queres responder. Será que vais ter vivência e maturidade suficiente para atendê-los? Essa deve ser a questão chave.

Imagina, tu, um jovem de 18 anos… entraste na melhor faculdade aos 17 e já recebes mentoring de um professor que tem visão de futuro, que lê muito, que até te dá várias perspectivas e que tem uma veia empreendedora. Fazes uma formação em coaching para trabalhar com Coach empresarial. Será que vais ter bagagem suficiente para atender grandes executivos e CEO?

Por mais estudioso que sejas, talvez não seja essa a melhor área para começares. Por ventura toda a tua experiência pode ser determinante para apoiar jovens estudantes na orientação dos seus estudos e escolhas académicas…

Ainda assim, o inverso também pode acontecer. A juventude, desprendida de certas crenças limitadoras, podem ser uma porta para se viver de Coach. A grande questão será apenas os desafios com os quais te irás deparar devido à própria maturidade ou falta dela, devido à idade.

 

 

Ah! Mas então perguntas-me… eu sou mais velho… Já passei dos 60 anos, posso ser coach?
Claro que sim, apesar de, muitas vezes, a bagagem e as crenças poderem ser limitadoras, pessoas maduras, com experiência de vida, podem e devem encarar este desafio e trazer uma enorme vantagem para os processos de Coaching onde intervêm.

Podem entregar-se de corpo e alma a este novo estilo de vida. A experiência de vida, a maturidade, responsabilidade e jogo de cintura que se adquire com a idade pode ser um fator importante para ser tornar Coach.

No final de contas, a idade em si não é o que mais importa para ser um Coach ou para ser “O COACH”. O que importa é a paixão, é a vontade de querer fazer o bem a si mesmo e ao próximo. Ter capacidade de dar e extrair o melhor das pessoas.

Ser Coach vai além de sessões, além de técnicas e das ferramentas… Ser Coach é ajudar, através de um método sistematizado e seguro, um casulo a transformar-se em borboleta, é ajudar as pessoas a destilar a coragem das suas almas.

E TU? Que desculpa te dás para não viver uma Vida mais apaixonante a transformar a tua Vida e dos outros?

 

Um grande abraço,

Eduardo Torgal