Como escolher um nicho de mercado no coaching

Como escolher um nicho de mercado no coaching

O coaching é um universo de trabalho tão, mas tão vasto, que oferece possibilidades quase infinitas. Porém, quase nenhum Coach se empenha em definir uma área de influência na qual possa ser especialista incontestado e isso pode trazer consequências fatais para o seu negócio. A seguir vamos saber como escolher um nicho de mercado no coaching:

O que é um “nicho”

É a forma de se referir a um campo específico de acção, para o qual o Coach dirigirá especialmente o seu trabalho. Ou seja, o Coach pode trabalhar apenas com homens, apenas com mulheres, abarcar exclusivamente profissões liberais ou preferir interagir com pessoas ligadas às artes, políticos, desportistas, etc, etc. Quando o Coach define o sector da sua preferência, pode mais facilmente elaborar estratégias e técnicas de acção que o aproximem do público que deseja alcançar.

Como fazer a escolha de um nicho em detrimento de todos os outros


A forma mais inteligente do Coach escolher a área onde deseja actuar é deixando a sua essência falar. O que gosta mais de fazer? Com que género de pessoas se sente mais confortável? Em que área determinada os seus ensinamentos poderão ser melhor aproveitados? Não se trata tanto de saber o que cada segmento de trabalho tem para oferecer ao Coach, mas sim de apurar o que cada Coach tem para oferecer a cada sector distinto do mercado. Só será um bom Coach aquele que estiver focalizado naquilo que mais prazer lhe proporciona fazer.

Descobre-se com a prática

nicho no coaching

É muito raro que um Coach saiba de antemão qual a área em que a sua influência se irá reflectir de forma mais positiva. Quase sempre é através da prática e do passar do tempo, que o Coach se vai apercebendo das próprias especificidades, começando assim a seleccionar os públicos que melhor combinam com a sua natural inclinação. Porque o campo de trabalho se descobre à medida que se percorrem os caminhos das experiências, dos sucessos, dos falhanços e dos recomeços.

A importância de se ser empreendedor

Nesta relativamente “nova profissão” é de suma importância ter espírito empreendedor. Não se podem descobrir coisas novas a toda a hora, mas podem descobrir-se novas formas de fazer as mesmas coisas todos os dias. E a cada grupo de pessoas, a cada profissão, e a cada público pertence uma distinta maneira de encarar a vida e as suas facetas. Escolher qual o domínio onde se deseja ser motivador e inspirador é uma forma de empreendedorismo que, quando devidamente explorada, confere uma auto-satisfação incrível. É fundamental não se ater indefinidamente a êxitos seguros, e ter o descaramento de arriscar um pouco mais. Importa estender a área de influência um pouco mais longe e conquistar individualidades pouco familiares. O coaching é um desafio empreendedor e fascinante, se retirado da zona de conforto.

Muitos Coaches fazem a escolha dos seus nichos de mercado à medida que vão conhecendo melhor as suas próprias capacidades, outros preferem não optar por um público em concreto e estendem a sua acção a um vasto sector de diferentes interesses e particularidades. Já outros Coaches se decidem pelo público no qual colhem melhores resultados e com o qual se sentem mais familiarizados. Mas todos estes profissionais têm em comum a mesma e sólida vontade de trazer luz ao conhecimento de quem os procura, e de serem instrumentos de crescimento, valorização e crescimento individual e colectivo.

Não te esqueças de deixar o teu comentário com dúvidas e sugestões.

Grande Abraço

Eduardo Torgal.