Diferença entre valores, crenças e crenças limitadoras

 

Olá Coach, hoje vamos embarcar numa viagem que, certamente, vai ser fundamental para exerceres a tua profissão de forma mais eficaz.

Todos nós ouvimos falar, todos os dias, de noções como crenças e valores. Não são apenas conceitos soltos ou desajustados: tratam-se de pilares fundamentais da vida como tu, provavelmente, saberás bem. No convívio diário, seja com familiares, amigos ou clientes, já deves ter encontrado o lugar onde estes conceitos ganham raízes.

Em algumas pessoas, terás encontrado uma crença diferente da tua. Noutras, valores distintos dos teus. E, ocasionalmente, encontras pessoas que partilham as tuas opiniões sobre estas questões. Independentemente desta questão, o mais importante, enquanto coach, vai ser que saibas a diferença entre estes e onde é que começam os perigos das crenças limitadoras.

Para melhor percebermos os conceitos de valor, crença e crença limiotadora, avançaremos para a explanação dos conceitos.

As crenças dizem respeito às opiniões e sentimentos que um determinado indivíduo ou comunidade adota com convicção e com fé. Enquadram-se aqui, por exemplo, os credos religiosos. Duas crenças distintas podem estar corretas. Uma não anula a outra. A diversidade existe e a sua manutenção cumpre as finalidades da diversidade pessoal e cultural de uma forma importante.

Os valores estão mais relacionados com a padronização social e com as normas vigentes. São, por isso, o conjunto de normas e padrões que uma pessoa ou uma determinada classe social adota e mantém. Estes são muito importantes na construção da identidade e são verdadeiros pilares sociais, ajudando a que se viva segundo um conjunto mais ou menos equilibrado de princípios.

Por fim, as crenças limitadoras são as que resultam da interpretação – muitas vezes estereotipada e simplista ou mesmo preconceituosa – das experiências vividas. Estas podem, também, existir a nível individual ou social e acontece quando uma situação em particular é tomada como modelo para interpretar ou definir uma determinada situação, grupo de situações ou conjunto de pessoas.

Os perigos da crença limitadora relacionam-se com a visão redutora que esses modelos criam, fazendo com que, frequentemente, se criem preconceitos perigosos e que podem degenerar em sentimentos de ódio ou intolerância.

Embora a crença limitadora parta, como é óbvio, da crença e/ou valor individual, a verdade é que esta molda a ação, sendo um motor em constante rotação para servir os interesses diários de cada pessoa. Assim, as atitudes e a forma de viver a realidade é largamente afetada por esta visão estereotipada e muitas vezes preconceituosa de uma situação, grupo de pessoas ou mesmo do mundo em si.

Enquanto Coach, verás que podes ajudar melhor as pessoas na conquista de uma vida melhor se perceberes o que está por detrás das suas atitudes e ações, ajudando a criar um autoconhecimento onde possam tornar-se conscientes da negatividade dos seus conceitos e contrariar a visão limitadora que mantêm sobre as situações.

Lembra-te também, no entanto, que crença e valor não precisam de ser negativos. São estruturas que todos temos e que continuaremos a ter por toda a vida. Ainda assim, estes não devem limitar-nos nem limitar a forma como olhamos para o mundo e para a vida.

 

Um grande abraço,
Eduardo Torgal